4 erros que você NÃO pode cometer ao iniciar um negócio

Os principais erros de empreendedores são aqueles cometidos em situações relacionadas ao dia a dia do negócio. É comum encontrar dificuldades para minimizar esses deslizes, pois as técnicas em gestão de empresas costumam ser muito amplas e abstratas — e essas imprecisões podem confundir o gestor iniciante.

No post de hoje, exemplificaremos 4 equívocos que são cometidos por empreendedores de primeira viagem e podem comprometer o futuro do negócio. Confira!

1. Tentar se enganar

Essa é a base de muitos problemas para o empreendedor — desde a procrastinação até o investimento mal feito. Acreditar nas mentiras que você conta para si, seja na hora de justificar uma tarefa que “não deu para fazer” ou até durante uma ação mal planejada, traz resultados negativos para o seu negócio.

Para que esses problemas sejam explicitados, é preciso ser completamente honesto consigo e identificar as adversidades com objetividade. Portanto, seja cético a ponto de saber diferenciar a verdade daquilo que você gostaria que fosse verdade, a fim de evitar frustrações maiores.

2. Ser refém da burocracia

A facilidade de acesso a informação e tecnologia nos deixou próximos de processos burocráticos aplicados às grandes empresas. Agora, é mais fácil saber como:

  • realizar reuniões;
  • levantar dados;
  • analisar indicadores;
  • desenvolver laudos;
  • fazer relatórios;
  • criar planejamentos.

Mas esses procedimentos e técnicas não podem se tornar o centro das atividades do empreendimento, tomando o lugar das vendas.

A burocracia e as técnicas de gestão empresarial são eficientes quando aplicadas de acordo com a sua realidade. Se esses trâmites passa a ser mais importantes do que o serviço prestado, eles se tornam ineficientes e, portanto, devem ser repensados.

3. Ter fé cega no seu produto

Geralmente, aquela ideia genial que dá origem a uma startup cria um otimismo excessivo na sua proposta de negócio. É importante aplicar os métodos de análise de mercado, posicionamento de produto e cálculo de preços para conseguir viabilizar seu projeto.

Casos de lançamentos inadequados de produtos não são raros e levam várias organizações promissoras à falência.

Acreditar que seu produto ou serviço vai “se vender sozinho” é o 1º erro do empreendedor. Portanto, é preciso conhecer:

  • as necessidades do seu cliente;
  • quem representa o mercado do seu produto;
  • quem são seus concorrentes
  • porque o seu público gastaria dinheiro com você e não com a concorrência.

Com esses dados, você pode avaliar melhor se o seu de artigo corresponde às suas expectativas e ao que o mercado almeja.

4. Investir sem testes

Um dos maiores erros de empreendedores reside no lançamento do produto pela 1ª vez no mercado. Na expectativa de alcançarem vendas altas logo no começo, empresários iniciantes investem bastante em um produto sem saberem se o mercado será receptivo.

Sem as informações necessárias, o artigo pode fracassar e trazer grande prejuízo para o negócio, causando perdas financeiras e manchando a credibilida da marca.

Por isso, é recomendável lançar um Minimum Viable Product antes do produto final. A ideia é que o seu MVP represente tudo aquilo que o seu artigo representará, trazendo as mesmas soluções para os mesmos clientes, mas em versão reduzida.

Com um custo de produção menor, o investimento inicial será reduzido, possibilitando analisar a resposta do mercado a essa versão beta do seu produto.

Gostou da nossa lista sobre os principais erros de empreendedores? Deixe seu comentário e conte se você já cometeu algum desses deslizes!