Distribuidor de cosméticos – dicas para fidelizar clientes

Uma das principais forças de uma empresa está nos clientes fiéis que possui. O cliente fiel tem laços estreitos com a empresa, é menos sensível a ações dos concorrentes e, como o próprio nome diz, é fiel a sua marca. Clientes deste tipo estão mais abertos à comunicação por parte da empresa, recebem melhor novos produtos do seu portfólio e perdoam eventuais erros, até mesmo sugerindo soluções e melhorias. Se você é distribuidor de cosméticos só tem a ganhar iniciando um processo de fidelização de seus clientes. Confira abaixo algumas dicas simples para trazer os clientes para perto de você:

1 – Cada cliente é de um jeito

Um dos erros mais comuns das empresas é tratar os clientes como se fossem todos iguais. Cada cliente é de um jeito e valoriza coisas diferentes, um gosta de descontos, outro não se importa com o preço mas valoriza muito a qualidade, outro é mais sensível a alterações no prazo de entrega. Tratar todos os clientes de maneira genérica impede que a o distribuidor de cosméticos dê a cada um aquilo que ele mais valoriza, o que reduz as chances de um atendimento que supere suas expectativas.

2 – Vez por outra ofereça benefícios além do esperado

Entendendo o que mais agrada a cada cliente, trace estratégias para encantar a cada um deles. De vez em quando ofereça brindes, descontos, prazos especiais. Por mais que isso tire um pouco do seu lucro naquele momento, aproximar o cliente tem um valor inestimável a médio e longo prazo. Caso o mercado passe por períodos difíceis, por exemplo, é com estes clientes fiéis que você poderá contar.

3 – Monitore os dados que seu cliente fornece

Outro erro corriqueiro por parte de empresas e gestores é não guardar as informações fornecidas pelo cliente. Quando falamos em guardar informações, é mais que o nome, telefone e e-mail. É preciso ter dados sobre o que o cliente compra, em que quantidade, com que frequência, como gosta de pagar, quais produtos tem comprado mais e quais produtos está parando de comprar, entre outra série de variáveis. Estes dados também permitem traçar estratégicas que explorem ao máximo a capacidade de cada cliente. Se o cliente está comprando cada vez mais produtos da linha X e a linha Y é complementar a ela, através destes dados é possível identificar a possibilidade de oferecer produtos da linha Y para este cliente. Se o cliente está comprando cada vez menos os produtos da linha Z, é possível ouvi-lo, entender os motivos da diminuição da compra e procurar produtos que possam atendê-lo melhor que o anterior.

Diversos softwares oferecem a opção de coletar e tabular estes dados de maneira estatística, mas é possível executar esta análise através do próprio Microsoft Excel.

4 – Cumpra o que prometeu

Clientes serão fiéis a empresas em que possam confiar. Sendo assim cumpra o que prometeu e não prometa o que não poderá cumprir. Uma mega promessa pode até fazer os olhos do seu cliente brilhar por um momento, mas quando perceber que foi enganado a situação não será nada agradável.

5 – Assuma os erros

Toda empresa erra. Em um passeio rápido pela internet é possível ler sobre uma série de erros de gigantes como a Coca-Cola, a Friboi, a Fiat, entre outras empresas. O que separa as empresas boas das ruins não é o fato de errarem ou não, pois o erro acontece com todas elas. O que diferencia as boas das ruins é a forma como lidam com os erros. Ao errar com um cliente isso o deixará insatisfeito, possivelmente querendo deixar a sua empresa, e é nessa hora que você assume o erro, se desculpa e faz o possível para reverter os prejuízos causados. Estudos apontam que a forma com que a empresa reage ao erro e reverte o problema pode tornar o cliente ainda mais próximo, pois esses esforços por parte da empresa mostram o quanto ela é confiável e o quanto considera o cliente importante.

Sou distribuidor de cosméticos e quero outras dicas para vender mais

Basta acessar o blog da Dvien. Lá você confere uma série de dicas para otimizar seu negócio.