Empoderamento feminino: como valorizar o cabelo da mulher negra?

  • Nenhum comentário

Em tempos de empoderamento feminino em pauta na sociedade, falar sobre os cuidados com os cabelos pode parecer excesso de vaidade. Na verdade esses dois assuntos estão profundamente ligados.

Contestar o padrão de beleza vigente, aceitar a textura natural dos fios e experimentar cortes e cores diferentes podem ser experiências empoderadoras para as mulheres. Elas contribuem para a construção da autoestima e para a manutenção de uma autoimagem positiva.

Esses processos são ainda mais importantes para as mulheres negras, que carregam o estigma de “cabelo ruim” e constantemente optam por tratamentos químicos fortes para domar os cachos.

Valorizar a beleza negra e cuidar dos atributos naturais, inclusive os cabelos, é uma maneira de reforçar sua identidade e inspirar outras mulheres a conquistar o empoderamento feminino.

Por isso, que tal conhecer algumas tendências do mercado da beleza para mulheres negras? Descubra como valorizar a beleza natural e se empoderar exibindo uma cabeleira poderosa!

Cortes que valorizam os cachos

Longo, curto, reto ou repicado: a variedade de cortes para cabelos crespos é grande, e combina com os mais variados estilos e preferências. Se antigamente as mulheres escolhiam cortes que controlavam o volume dos fios, atualmente a tendência é muito mais democrática.

Cabelos com comprimento médio ou longo são ideais para dar movimento às madeixas e costuma ser o mais desejado. Porém os cortes mais curtos estão em alta no momento por valorizar os traços femininos com charme e ainda facilitar os cuidados diários.

Cores que iluminam o visual

Colorir os cabelos é uma forma prática de mudar completamente o visual sem recorrer a químicas pesadas. Mas é preciso ter cuidado na hora de escolher a cor e o tom adequados para cada pele.

Cores escuras podem pesar o visual e envelhecer a mulher. Por outro lado, cores quentes valorizam a cor da pele e rejuvenescem. Mulheres negras podem usar e abusar de cores como:

  • vermelho;
  • acobreado;
  • castanho (avelã, chocolate, mel e café);
  • dourado escuro.

Luzes e mechas também transformam o visual e combinam com todos os tons de pele. Não faltam opções para colorir as madeixas e ajudar a mulher negra a se sentir cada vez mais bonita!

Penteados para fugir do comum

Seja para ocasiões especiais ou para renovar o visual do dia a dia, as mulheres negras contam com várias opções de penteados e acessórios para prender e ajeitar os fios.

Não importa se os cabelos são longos ou curtos, cacheados ou apenas ondulados: existem muitas maneiras de arrumar as madeixas com charme e estilo. Confira alguns exemplos de penteados práticos e bonitos:

Coque

Perfeito para o dia a dia ou para ocasiões formais, mantém o cabelo no lugar e controla o volume.

Trança

Práticas e despojadas, as tranças podem envolver todo o cabelo ou apenas as laterais.

Rabo de cavalo

No modelo tradicional ou na lateral, alto ou baixo: o rabo de cavalo combina com qualquer estilo!

Rastafari/dreadlock

Esse tipo de penteado é mais indicado para cabelos longos, e dá um charme especial ao look.

Turbantes cheios de estilo

Muito mais do que apenas um acessório, os turbantes voltaram à moda como um elemento de afirmação cultural, um verdadeiro símbolo da cultura negra. Além de ser uma forma de valorizar os ancestrais, o uso do turbante permite variar o visual apenas com um lenço colorido. Além do mais, ele serve para dar um up no visual naqueles dias em que o cabelo está passando por um “bad hair day”.

Existem inúmeras formas de amarrar o turbante e prender os cabelos e todas elas destacam ainda mais a beleza da mulher negra.

O empoderamento feminino envolve muito mais do que simplesmente cuidar e gostar das próprias madeixas, mas esse pode ser um passo importante para a valorização das mulheres negras e para o aumento da visibilidade e da representatividade dos cabelos afro na sociedade.

E você, tem alguma dica especial para cuidar dos cabelos crespos ou cacheados? Qual é a sua opinião sobre a relação entre empoderamento feminino e os cabelos? Deixe seu comentário!