Tratamento de queratina

Tratamento de queratina: o que é e para que serve?

O tratamento de queratina está fazendo cada vez mais sucesso entre as clientes dos salões de beleza. Isso se deve à qualidade dessa substância, que promove a reconstrução dos fios, deixando-os macios e brilhantes.

Você já oferece esse serviço para suas clientes? Ainda não? Então, continue a leitura e entenda por que esse nutriente é indispensável no seu estabelecimento.

O que é a queratina?

A queratina é uma proteína rica em aminoácidos presente no corpo humano, responsável pela formação de várias partes do organismo, como a unha e o cabelo.

No caso do cabelo, as agressões externas — como a poluição, a interações químicas e o calor em excesso — fazem com que a substância se perca, deixando os fios sem brilho, com elasticidade e vulneráveis ao ressecamento.

Como usá-la para recuperar os cabelos?

A boa notícia é que dá para repor a queratina nos fios, evitando danos maiores. Esse procedimento é feito com um produto à base de queratina que costuma ser aplicado nos fios secos e aquecidos. Uma vez instalada na estrutura capilar, ela reconstrói a barreira de proteção dos cabelos.

Você deve indicar esse tratamento para as clientes que estão com os fios ressecados e sem vida, mas não se esqueça de propor uma rotina de nutrição e de hidratação para completar as necessidades do fio e aumentar a duração do procedimento.

Busque produtos de qualidade e aplique conforme as instruções do fabricante, respeitando o tempo de espera. O excesso de queratina nos fios também é prejudicial, pois os deixa duros, sem brilho e quebradiços.

A queratina é contraindicada para grávidas e para pessoas com fios emborrachados ou superelásticos.

Quais são os tratamentos mais comuns?

Qualquer cabeleireiro já ouviu falar pelo menos uma vez na reconstrução de queratina. Contudo, com a popularização dos procedimentos, não se sabe exatamente de qual técnica se trata. Por isso, listamos a seguir os três principais métodos que você pode disponibilizar para as suas clientes:

Nanoqueratinização

Uma escova especial promove a vaporização da queratina no cabelo, distribuindo de forma uniforme entre os fios, mecha a mecha. A chapinha de cerâmica é utilizada para finalizar o procedimento.

Cauterização ou plástica capila

Costuma ser feita em etapas (limpeza, hidratação, reposição de queratina, aquecimento com chapinha e finalização). Geralmente são necessárias quatro sessões para maximizar a eficiência do tratamento.

Reconstrução capilar

Também é realizada em fases, que costumam incluir a lavagem, a aplicação de queratina, o enxágue e a finalização. Ela tem o benefício de poder ser aplicada em todos os tipos de cabelo.

Quais são as principais vantagens de utilizar a queratina?

Todo mundo já ouviu falar que a queratina faz bem para a saúde capilar, não é mesmo? Mas será que as suas clientes sabem, de fato, quais são os benefícios desse nutriente? A queratina é capaz de recompor as fibras dos fios danificados, sendo considerada um item indispensável para o tratamento capilar.

A queratina tem o poder de devolver a elasticidade e a força dos cabelos. Em outras palavras, ela torna os fios mais saudáveis, deixando-os leves, macios e com brilho. Isso tudo porque a queratina consegue reconstruir a fibra capilar.

Nos cabelos cacheados, ela consegue controlar o volume e diminuir o frizz. É importante destacar que a queratina sela a cutícula, deixando o fio com mais umidade, sem tornar o cabelo oleoso.

Quando o tratamento de queratina é indicado?

Não há dúvida de que o tratamento de queratina apresenta benefícios imensuráveis para o cabelo. Contudo, o primeiro passo para ter êxito no procedimento é identificar a condição do cabelo. Afinal, a queratina só é indicada em certos casos. Se a cliente não passou por nenhum processo químico agressivo, como alisamento, não há necessidade de adotar esse procedimento.

O tratamento de queratina é ideal para cabelos danificados, seja por processos químico, seja  por agressões externas, como o cloro. Se você sabe que a sua cliente não abre mão do secador e da chapinha, provavelmente ela vai precisar repor a queratina.

Quais são as formas de utilizar a queratina?

Acredite: existem desde condicionadores até xampus, leave-in e ampolas à base de queratina. Isso não significa que a pessoa deva utilizá-los simultaneamente. Pelo contrário: usar essa quantidade de produtos com queratina possivelmente vai causar grandes danos para o cabelo.

Por isso, é preciso ter em mente que, apesar de haver inúmeros itens com esse nutriente, é fundamental elaborar um cronograma capilar com o auxílio de um profissional da área.

O fato é que há várias formas de utilizar o produto (queratina pura, no creme de tratamento etc.), sendo que cada uma tem a sua particularidade. Contudo, independentemente da maneira, o primeiro passo é lavar os fios com um xampu antirresíduo de qualidade, para extinguir toda impureza nos fios.

Qual a frequência recomendada?

Se utilizada inadequadamente, a queratina pode ter um efeito contrário, gerando cabelos quebradiços e ásperos. Por isso, é importante ter atenção redobrada em relação à frequência. Para fios extremamente danificados, é recomendado usar uma vez por semana, durante um mês. Não mais que isso.

Já para cabelos que não estão em situação tão grave, o mais indicado é fazer o tratamento uma ou até duas vezes ao mês — dependendo da situação das madeixas da cliente. Vale ressaltar que o tratamento deve ser intercalado com cremes de hidratação.

O que evitar após o tratamento?

Nos primeiros dias, peça para a cliente não amarrar nem prender o cabelo — seja no formato de coque, seja em tranças. Não a deixe cair no erro de utilizar fitas, gomas ou mesmo grampos. O cabelo deve ficar solto. Simples assim.

É proibido, também, realizar atividades físicas que causam transpiração — pelo menos nos dois primeiros dias, pois isso pode prejudicar o resultado. No mesmo sentido, deve-se evitar praia.

Quais os cuidados de manutenção do tratamento de queratina?

Conforme o tempo passa e as agressões aos fios continuam, a queratina se perde novamente. Por isso, peça à cliente para retornar ao salão periodicamente a fim de continuar o tratamento, especialmente nos casos mais extremos.

Para prolongar a duração dos efeitos, você também pode indicar produtos de manutenção dos resultados em casa, que evitam a perda de queratina nos fios.

Nos procedimentos mais modernos, não é preciso ficar vários dias sem lavar o cabelo, mas se o produto que você usa necessitar desse cuidado oriente a cliente a agir dessa forma.

Alguns tipos de tratamento com queratina causam efeito levemente alisante graças à adição de aldeídos na fórmula. Se for o caso do produto que você utiliza, informe a sua cliente com antecedência.

O que achou do conteúdo? Ficou com alguma dúvida sobre o tratamento de queratina? Deixe um comentário que teremos satisfação em responder.