Tratamento de queratina: o que é e para que serve?

O tratamento de queratina está fazendo cada vez mais sucesso entre as clientes dos salões de beleza. Isso se deve à qualidade dessa substância, que promove a reconstrução dos fios, deixando-os macios e brilhantes.

Você já oferece esse serviço para suas clientes? Se não, continue lendo este post para saber mais sobre os benefícios da queratina:

O que é a queratina?

A queratina é uma proteína rica em aminoácidos presente no corpo humano e é responsável pela formação de várias partes do organismo, como a unha e o cabelo. No caso dos fios, as agressões externas — como a poluição, as químicas e o calor em excesso — fazem com que a substância se perca, deixando os fios sem brilho, com elasticidade e vulneráveis ao ressecamento.

Como usá-la para recuperar os cabelos?

A boa notícia é que dá para repor a queratina nos fios, evitando danos maiores. Esses procedimentos são feitos com um produto à base de queratina que costuma ser aplicado nos fios secos e aquecidos. Uma vez instalada na estrutura capilar, ela reconstrói a barreira de proteção dos cabelos.

Você deve indicar esse tratamento para as clientes que estão com os fios ressecados e sem vida, mas não se esqueça de propor uma rotina de nutrição e de hidratação para completar as necessidades do fio e aumentar a duração do procedimento.

Busque também produtos de qualidade e aplique conforme as instruções do fabricante, respeitando o tempo de espera. O excesso de queratina nos fios também é prejudicial, pois os deixa duros, sem brilho e quebradiços.

A queratina é contraindicada para grávidas e para pessoas com fios emborrachados ou superelásticos.

Quais são os tratamentos mais comuns?

Qualquer cabeleireiro já ouviu falar pelo menos uma vez na reconstrução de queratina. Porém, com a popularização dos procedimentos, não se sabe exatamente de qual técnica se trata. Por isso, listamos abaixo os 3 principais métodos que você pode disponibilizar para as suas clientes:

  • nanoqueratinização: uma escova especial promove a vaporização da queratina no cabelo, distribuindo de forma uniforme entre os fios, mecha a mecha. A chapinha de cerâmica é utilizada para finalizar o procedimento;
  • cauterização ou plástica capilar: costuma ser feita em etapas (limpeza, hidratação, reposição de queratina, aquecimento com chapinha e finalização). Geralmente são necessárias 4 sessões para maximizar a eficiência do tratamento;
  • reconstrução capilar: também é realizada em fases, que costumam incluir a lavagem, a aplicação de queratina, o enxágue e a finalização. Ela tem o benefício de poder ser aplicado em todos os tipos de cabelo.

Quais os cuidados de manutenção do tratamento de queratina?

Conforme o tempo passa e as agressões aos fios continuam, a queratina se perde novamente. Por isso, peça para a cliente retornar ao salão periodicamente para continuar o tratamento, especialmente nos casos mais extremos.

Para prolongar a duração dos efeitos, você também pode indicar produtos de manutenção dos resultados em casa, que evitam a perda de queratina nos fios.

Nos procedimentos mais modernos, não é preciso ficar vários dias sem lavar o cabelo, mas se o produto que você usa necessitar desse cuidado, oriente a cliente a agir dessa forma.

Alguns tipos de tratamento com queratina possuem efeito levemente alisante graças à adição de aldeídos na fórmula. Se for o caso do produto que você utiliza, informe a sua cliente com antecedência.

Quer oferecer um tratamento de queratina para as suas clientes e procura um bom fornecedor? Entre em contato conosco e conheça os nossos produtos!